2010-03-18

EPIC ! WIN!

http://www.youtube.com/watch?v=YKBRG_QgEAM <- fornecido pelo Sintra http://www.ted.com/talks/jane_mcgonigal_gaming_can_make_a_better_world.html <- fornecido por mim E que tal reorientar toda a energia dispendida em jogos? Dêem uma hipótese ao http://www.urgentevoke.com/ ...

Não só concordo completamente com o video do Sintra, como complemento com o video que propus. Os videojogos têm efeitos positivo e negativos na vida das pessoas, e uma das ideias que no vídeo deveria ser substituída é “deveríamos jogar mais”, pela sequência ”vamos todos tentar perceber o que têm os jogos de tão cativante; que competências nos trazem; como transportar esse ambiente apelativo para a vida real; como reduzir o tempo de horas a jogar videojogos e viver a vida real intensamente.

Os videojogos são apelativos, mas afinal o que podemos aprender com os videojogos e as 'social networks'? Todos os "+1, +5, -3 etc" bem como as barras de evolução e as árvores de skills são-nos apresentados nos rpg's, e os efeitos de cada acção são imediatamente visíveis, mas na vida real é difícil apercebermo-nos das consequências de cada acção individual, ou pelo menos não fazemos esse exercício mental. Não temos esse apoio visual e esquemático.

Quando virem o vídeo, apercebem-se que uma das razões que nos levam a jogar videojogos é o escape às áreas do nosso dia a dia que ou não vão bem, ou nos aborrecem por não nos encontrarmos desafios com todo o planeamento já feito e pronto a concretizar.

Um dos problemas dos videojogos é que todo o ambiente é controlado pelos game designers e há variáveis que são eliminadas em comparação com a vida real. O factor “Aleatório” é grandemente reduzido para que o jogador tenha controle sobre o desenvolvimento do personagem e da história pré-determinada. Na vida real, há sempre uma componente “Aleatório” muito forte no resultado das nossas acções e está geralmente associada aos factores que não podes controlar, mas aqueles que PODES fazem toda a diferença, e é na metodologia e na atitude que os jogos nos ensinam. É para isso que servem: para nos fazerem aperceber de como a nossa mente funciona, o que nos motiva e nos afasta da apatia. É neste ponto que o vídeo que proponho nos ajuda. Não devemos jogar mais, mas aprender com o ambiente dos jogos.

Há muitas formas de aprendermos a liderar a nossa vida. Alguns gostam de sentir e aprender com histórias com alguém com quem se possam identificar, como por filmes ou pela leitura. Outros preferem ler sobre desenvolvimento pessoal. Alguns têm a sorte de encontrar alguém (pais, amigos, um professor, um génio famoso) nas suas vidas que lhes ajuda a transmitir ideias ou valores. Outros gostam de jogar videojogos, e a sua função é precisamente esta: cativarem-nos com o seu ambiente e servirem como mais um instrumento nas nossas vidas.

Acho que os jogos desenvolvidos pela autora do video merecem alguma atenção.

Como disse no início: que tal reorientar a energia dispendida em jogos?


EDIT: meti os links a linkar. Sintra

11 comments:

Sintra said...

Soz ai, mas nao.

Telmo said...

Td bem, já só gostava que o video fosse visto :P

Sintra said...

Tao ve este primeiro, que eu depois vejo o teu.

katanas said...

Bem... falando em Epic Wins...

O Video "do" Sintra é um dos...

Sintra said...

So vos digo uma cena: o editor do blogger suka de crl.
Vou ver o vid do Telmo (prometido eh devido :P)

Saurnil said...

Obrigado por pores os links a linkar, não me tinha apercebido que o editor não os reconhecia automaticamente.

Sintra said...

Pa, o editor eh bastante mau.
Da primeira vez que editei para por os links, fodeu os paragrafos todos. Tive que voltar a meter os paragrafos tal como os tinhas deixado :P

O teu vid agora nao da. O link pra pagina nem erro da, eh simplesmente uma pagina em branco. Mais alguem c este problema?

Sintra said...

Bom, finalmente consegui ver o vid do Telmo.
Parece-me que a intencao eh boa, e seria bom que desse resultado, mas nao sei. Para alem do mais, nao faco parte da populacao alvo.

Pedro Francisco said...

Não é por nada, mas aquela foto que a gaja mostra faz-me pensar em alguém que está a 30 de vida atrás de um caixote paradinho e de repente vê que o Sintra atirou uma granada para o pé dele..... :P

Pedro Francisco said...

Grande vid Telmo ;)

Saurnil said...

Tenho de voltar a ver, nao me lembro dessa parte.

Ty