2015-01-14

Dos estudantes universitários Portugueses

Antes de mais nada, perguntem-me por que é que estou a fazer este post. Vá lá, perguntem. A sério...

        "ArabianShark, por que é que estás a fazer este post?"

Excelente questão. A respota simples é "porque tenho coisas para fazer, mas não me apetece fazê-las, portanto, vou fazê-las assim que acabar de fazer esta outra tarefa que me ocorreu ainda agora e que é postar no blog da malta". Ou seja, estou a procrastinar...

        "Mas, ArabianShark, isso não é, digamos, feio?"

Sim, é, seu sacana moralista, muito obrigado. Agora cala-te e vê o filme...

É verdade, hoje trago um filme para vós. Apraz-me dizer, acerca do mesmo, antes de aqui o colocar, para vos evitar a maçada de andar a clicar em links e ser redireccionado para outros sites (afinal, aqui no Disco-Bar é que se está bem), que se trata de uma produção da revista "Sábado", que foi para as ruas de Lisboa entrevistar uma centena de estudantes universitários. A esta altura, os meus estimados colegas e amigos já deduziram, de certeza, que vai sair daqui asneira, e não sem razão. Ora, os leitores e colaboradores deste blog que me conhecem conheceram-me quando éramos estudantes universitários, o que ainda não foi assim há tanto tempo quanto isso, de maneira que, apesar de já não ser uma classe com a qual nos identifiquemos completamente, continua a ser uma classe com a qual (pelo menos eu) sinto alguma afinidade. Resta-me a consolação de saber que, uma vez que o filme retrata muito menos de 100 estudantes, a grande maioria deve ter feito suficientemente boa figura para não figurar no filme.

Portanto, sem mais delongas, permitam-me apresentar...

O Filme:


*suspiro*

Pax vobiscum atque vale.

2015-01-09

A questão da Cloud (Google Drive VS Dropbox, de um ponto de vista sobre a constância de acessibilidade à informação)

Estive até agora a tentar diagnosticar a query de SQL que estava a falhar, e esta é a minha pause de 5 minutos.

Eu estou neste momento a pagar €3/mês por 100GB no Google Drive.
Vantagens do Google Drive:

  • indexador perfeito
  • pseudo-office grátis
  • integração com o ecossistema Google
  • o espaço também serve para o e-mail acumulado
Desvantagens do Google Drive:
  • não têm cliente oficial para Linux (há sempre o Insync que usa a Cloud SDK)
  • em net com latência ou lenta, usar o pseudo-office é... frustrante
  • os documentos deles nunca ficam realmente no disco, é apenas um 'link' para a Web
  • portanto, documentos do pseudo-office inacessíveis sem net
  • a não ser que usem o Chrome, que faz cache à suite e assim funciona offline com os documentos recentes

Vantagens do Dropbox

  • cliente oficial para os 3 OS, agora baseado em Qt (== rápido, a versão anterior era um bocadinho lenta).
  • os ficheiros não são pseudo-ficheiros
  • agora, o Microsoft Office suporta colaboração via ficheiros em Dropbox
  • funciona offline como ficheiros normais
  • o formato deles é o formato que vocês pôem lá, não há conversões
  • agora o indexing deles suporta, segundo o blog, OCR a documentos PDF, bem como pesquisa a outros documentos (não testado)


Desvantagens da Dropbox
  • a tarifa mínima é €10/mês por 1000GB
  • não partilha o espaço com o e-mail
  • não gosto da app de e-mail do Dropbox nem das fotos.

Considerações de privacidade


Vocês? Opiniões?