2012-10-29

IQ e natalidade

Depois de ver o Idiocracy há umas semanas, encontrei isto na Wikipedia, que quero partilhar.

«Demographic studies have indicated that in humans, fertility and intelligence tend to be negatively correlated—that is to say, the more intelligent, as measured by IQ, exhibit a lower total fertility rate than the less intelligent. The present rate of decline is predicted to be 1.34 IQ points per decade.» http://en.wikipedia.org/wiki/Human_brain
estudo: WEALTH, INTELLIGENCE, POLITICS AND GLOBAL FERTILITY DIFFERENTIALS

P.S.: a afiliação política das pessoas não interessa, aparentemente.

Curioso, não?

Dwarf Fortress: Ano II, de caça a caçados

Posts anteriores:

  1. Dwarf fortress: a recruta
  2. Dwarf fortress: preparação
  3. Dwarf fortress: ano I
  4. Arabian vs Troll

Deve ter corrido pela dwarfweb que este forte estava a dar comida e bebida de borla, porque os imigrantes não param de chegar. Temos no inicio do ano II, 43 anões como se pode ver:


Para ajudar à festa, o Knight4 Dolushtinhad decide convocar uma festança quando descobrimos o nosso primeiro veio de ouro puro:


Cabe agora tomar a decisão:
  • Ignorar o ouro e continuar a procurar por metal, de modo a se poder formar uma guarda armada
  • Ignorar o metal e fazer tudo o possível para utilizar o ouro em bens de utilidade pública (tal como a porta de ouro do quarto do Knight4, ou o bau de ouro do quarto do Knight4, ou a estátua de ouro puro que representa o Knight4, ou....)
Óbvio que este grupo opta pela segunda opção. A festança é tanta que Pedro Dedukning faz o nosso primeiro artefacto, um brinco de carvalho, pele e diorite, que vale nem mais nem menos que 48 bigornas iguais à que trocámos no ano I. Chama-lhe Sacat Tulon, " o ponto das estradas". WTF, tenho de cortar a dose de cerveja a alguns anões tá visto....


Entretanto, já inicio de outono, temos a primeira criança dwarf nascida no forte (uma das imigrantes recentes veio vinha já grávida) e encontramos uma caverna perto do nível -40. São boas notícias, pois esta caverna tem um lago de água límpida, que eu rapidamente aproveito, fazendo um poço no nível -37 que, usando cordas , roldanas e um balde, consegue então criar condições para termos um hospital a funcionar (não se podem limpar feridas com rum....ainda). Os imigrantes trazem consigo também uma série de galinhas, patos e porcos, então é decidido utilizar o solo da caverna (rico em fungos e ervas) para alimentar este gado e conseguir uma fonte renovável de ovos, leite e carne. Fantástico não?

Não.


Estava a meio caminho de construir uma muralha de granito à volta do local onde os animais pastam, quando aparecem trolls e um ogre que trucidam tudo o que está no caminho. Coloco em pânico um porta de pedra no caminho que dá para a caverna, mas um dos trolls passa.... Mr. Arabian tem a luta que já conhecem, ficando com um pulmão perfurado, mas perco 3 outros anões, incluindo um dos recém nascidos (nasceram outros 2 entre tanto). Consigo fechar com sucesso o caminho para a caverna, fazendo colapsar o túnel  mas ficam dwarfs ainda vivos do outro lado....

O chão onde se travou a luta é dantesco...


O ano acaba com mais imigrantes a chegar, chegando a fortaleza a ficar com 64 anões, mas o moral é baixo, os familiares dos mortos perto da depressão e\ou loucura, e o facto de não conseguirmos enterrar os mortos causa isto pela fortaleza, baixando ainda mais a moral:


Temos comida e bebida que chegue, mas precisamos desesperadamente de metais ou armas\armaduras. Se até à próxima caravana não tivermos encontrado veios de ferro decentes, teremos de vender o brinco do Pedro Dedukning para comprar equipamento militar.






2012-10-28

Arabian Tanoltar vs Troll


Acontece que, durante o ano 2 encontrei uma caverna inexplorada. O grupo que a explorou morreu horrivelmente (membros e dentes por todo o lado.... ) Tapei o caminho com paredes de granito, mas um troll mandou-a a baixo e ameaçava invadir a sala comum. O carpinteiro de serviço apareceu (sem o seu machado) e o seguinte foi um serious ass kicking.


Quando disse que dwarf fortress era um jogo complexo não brincava, este foi o log gerado do encontro:

Começa com uma carga, depois pega no bicho pelos dedos da mão direita e atira-o contra a parede:
The Carpenter charges at The Troll!
The Carpenter punches The Troll in the lower body with his left hand, bruising the muscle and bruising the guts!
The Carpenter collides with The Troll!
The Troll is knocked over and tumbles backward!
The Carpenter grabs The Troll by the second finger, right hand with his left hand!
The Troll stands up.
The Carpenter throws The Troll by the second finger, right hand with The Carpenter's left hand!
The Troll slams into an obstacle!
The Carpenter releases the grip of The Carpenter's left hand on The Troll's second finger, right hand.

Segue-se um lock ao braço esquerdo, que é depois torcido até estilhaçar o osso e o tendão:
The Carpenter grabs The Troll by the left upper arm with his left upper arm!
The Carpenter locks The Troll's left shoulder with The Carpenter's left upper arm!
The Carpenter bends The Troll's left upper arm with The Carpenter's left upper arm, shattering the left shoulder's bone!
A ligament in the left shoulder has been torn and a tendon has been torn!

O que se passa de seguida é de uma brutalidade sem precedentes:
The Carpenter punches The Troll in the right lower leg with his left hand, shattering the bone!
The Troll scratches The Carpenter in the upper body, bruising the muscle and bruising the left lung through the (pig tail fiber cloak)!
The Carpenter is having trouble breathing!
The Carpenter punches The Troll in the upper body with his left hand, bruising the muscle and bruising the liver!
The Carpenter latches on firmly!
The Carpenter shakes The Troll around by the right upper leg, tearing apart the right upper leg's muscle and bruising the bone!
An artery in the right upper leg has been opened by the attack, many nerves have been severed and a tendon has been torn!
The Carpenter punches The Troll in the head with his left hand, bruising the muscle, jamming the skull through the brain and tearing the brain!
The Troll has been knocked unconscious!
The Miner `JohnR' Tekkudotam has organized a party at diorite Table.




O pulmão perfurado pode vir a ser um problema, mas por enquanto a prioridade é fechar bem o túnel... o report do ano 2 completo está para vir.

2012-10-27

Dwarf fortress: Ano I, ou como papagaios salvam a fortaleza

Posts anteriores:
1) Dwarf fortress: a recruta
2) Dwarf fortress: preparação

Bom, agora que já conhecem o local, a equipa e o material, vamos à aventura em si. Começamos a fortaleza com o pé direito. Escavamos para o nível -10 abaixo do solo, fazemos os primeiros túneis de acesso e cavernas, colocamos armazéns para pedra, madeira, comida e bebida, o arabian trabalha de sol a sol para fazer camas de madeira e agora basta o Katanas Okungducim fazer as portas para podermos avançar... hmm, isto pode ser um problema...





Mr. Katanas Okungducim decide que esta vida não é para ele, e tira uma folga por tempo indeterminado ( de notar o "on break"). O Zeca Debbenushat já começou a plantar cogumelos no nível 0, mas pelo sim pelo não mandei matar os 2 Yaks que tinhamos para termos uma reserva de carne e ossos. Tudo indica que vai ser um primeiro ano muito muito calmo. Este é então o aspecto do forte no fim da primavera (acesso à superfície no canto superior esquerdo, acesso às quintas nas escadas em baixo à esquerda):




Como se lembram, não temos bigorna, e temos como objectivo comprar uma aos mercadores que devem chegar pelo Outono. O Pedro Dedukning anda a fazer estas obras de arte:




Hmm..... ok..... Dou ordens para fazer dúzias (e dúzias, e dúzias, e dúzias) disso a ver se conseguimos comprar a bigorna. Azar dos azares, chegam imigrantes (aka: mais bocas para alimentar) e ainda não temos um stock adequado de comida e bebida. Apressadamente dou ordem a dois destes imigrantes para caçarem na superfície (temos um pequeno incidente quando se acabam as flechas - doh - mas depressa se resolve, foi apenas dizer ao Arabian Tanoltar para não dormir durante uma semana enquanto trabalha que nem um louco para fazer munição para os caçadores).


Chega o outono, chegam mais imigrantes...., Os stocks de comida da fortaleza resumem-se a :

6 pedaços de carne de Yak
2 doses de cogumelos 
30 cervejas.

A situação é de emergência alimentar, mas a bebedeira deve ser tanta que quando os mercadores chegam os anões trocam todas as tralhas de osso pela bigorna em vez de comida. 


Inverno: Sem comida. Estes cromos continuam com festas na sala comum. A última esperança está nos caçadores quando chegam perto da fortaleza cerca de 5 papagaios gigantes. O skill dos nossos caçadores é tanto são interrompidos pelo próprio animal que caçam...




É então que vejo o impensável, Arabian Tanoltar atira-se em defesa do imigrante Zon Koluman, e usando o machado da lenha trucida violentamente os papagaios gigantes. Isto é um dos pobres animais durante a luta:




Graças a estes papagaios (e a um lenhador possesso) , acabamos o ano 1 com comida suficiente para uns meses. 




Aspecto da fortaleza no fim do ano (de notar a nova área de dormitórios, sala comum decorada e paredes alisadas):




Objectivos para o ano 2?


  • Consolidar fontes de comida
  • Encontrar metal
  • Encontrar magma
  • Fazer um nível com forja, armazéns de metal, e idealmente magma para fabricarmos armas e armaduras de bronze\ferro\aço.
  • Começar a treinar algo que se pareça com uma guarda militar
  • Criar um aqueduto interno, desviar água do rio para o aqueduto e para um reservatório de modo a termos uma fonte de água limpa (usada para limpar feridas e como bebida de anões debilitados)


2012-10-24

Dwarf fortress: preparação

Posts anteriores:
1) Dwarf fortress: a recruta

Bom, temos um grupo inicial de anões e os restantes membros do grupo foram violentamente encorajados a voluntariar-se. O grupo é então composto por:

Pedro Dedukning, Mecânico Artesão
Arabian Tanoltar, Lenhador Carpinteiro
Zeca Debbenushat, Agricultor
Peres Balerib, Mineiro
Knight4 Dolushstinthad, Lider de expedição
JohnR Tekkudotam, Mineiro
Katanas Okungducim, Pedreiro Cozinheiro


O local escolhido tem o nome de "Wealthyboards". Temos acesso a terra arável à superfície, e tudo indica presença de metais nos níveis inferiores. Como tal, vamos levar o seguinte equipamento inicial:


  • 2 picaretas
  • 2 machados
  • 25 cervejas
  • 30 cervejas pretas
  • 25 unidades de rum
  • 5 sementes de cogumelos
  • 5 sementes de trigo das cavernas
  • 15 salsichas
  • 15 lagostas
  • 15 doses individuais de cogumelos
  • 5 novelos de lã
  • 5 pedaços de tecido
  • 5 sacos
  • 3 cordas
  • 3 baldes
  • 3 moletas
  • 1 carrinho de mão


Objectivos para o primeiro ano serão:

  • Ter campos a produzir cogumelos e trigo das cavernas, para termos fonte de comida e bebida alcoólica.
  • Ter armazéns seguros para madeira, pedra, bebidas e comidas.
  • Meter o nosso Artesão (Pedro) a fazer estatuinhas de pedra para vender aos mercadores no outono, a ver se conseguimos comprar uma bigorna (para fazer items de metal na forja) e carne (fonte alternativa de comida).
  • Criar zona residencial, zona de lazer, zona de trabalho e deixar layout da zona militar.
  • Não forçar as costas do Arabian em demasia.
Embarcamos então, e chegamos a "Wealthyboards", que se traduz em.... tábuas ricas? Tábuas ricas será. Temos o JohnR aventureiro como sempre a explorar o terreno, enquanto que por algum motivo o Katanas e o Zeca não largam os Yaks que puxaram a carroça...

Não percam o próximo post, com o resumo do primeiro ano de vida da fortaleza de Tábuas Ricas.

2012-10-22

Dwarf Fortress: a recruta

Introdução:
Bem vindos a Dwarf Fortress, a recruta. Como vou iniciar um novo jogo de dwarf fortress, decidi levar voluntários nesta aventura de proporções dwarstronómicas.

Antes de mais, o que é Dwarf Fortress? Para os que não conhecem, é um simulador de "stronghold", "caverna" , whatever. É possívelmente o jogo mais complexo alguma vez feito pelo ser humano, e cuja curva de dificuldade é expressa não por uma linha linear, não por uma curva exponencial, mas sim por:


Exemplo:
Um anão é um ser complexo com necessidades básicas. Para sobreviver, precisa de 1) Dormir 2) Comer 3)Beber. Fácil não?
NÃO. Para dormir precisa de uma cama, para fazer a cama precisamos de um carpinteiro e de madeira, e para ter madeira é preciso um lenhador. Depois de feita a cama é preciso um quarto, escavado com uma picareta por um mineiro, e uma porta feita por um pedreiro. Para comer é preciso comida, cultivada por um agricultor, cujo terreno foi previamente arado, e antes disso escavado por um mineiro, ou então.... fico por aqui. O aspecto gráfico de dwarf fortress é este:



Mas para não afugentar toda a gente vou tirar uns screenshots durante o jogo com um third party tool que gera imagens como:


Ora então, vamos à parte que interessa a este post, preciso de voluntários para dar os nomes aos anões. 7 Anões de início, e os lugares são os seguintes:

1) Líder de expedição. Os momentos em que ele não estiver a dormir são passados a fazer inventário, avaliar bens, negociar com mercadores, e comer até cair para o lado. Será ele também responsável por passar leis e exigir a construção de bens e serviços.
2) Mineiro. Mineiro a tempo inteiro. Partir pedra, fazer túneis e salas.
3) Mineiro. Mineiro a tempo inteiro. Partir pedra, fazer túneis e salas.
4) Agricultor. Responsável a tempo inteiro para crescer os bens alimentares.
5) Pedreiro\Cozinheiro. Fará as portas, estátuas (eventuais caixões) e afins. Irá também fazer as refeições e destilar todas as bebidas.
6) Lenhador\Carpinteiro. Cortar madeira, fazer camas, barris, caixas e caixotes. 
7) Mecânico\Artesão. Fazer mecanismos para armadilhas, balistas, catapultas, fazer bens de pedra\osso\madeira para começar a vender aos mercadores.

Os objectivos para o primeiro ano serão:
  • Escavar fundo.
  • Armazéns para madeira, pedra, metais.
  • Caverna para crescer trigo e cogumelos.
  • Produzir cerveja.
  • Criar quartos e sala comum.
  • Sobreviver!


 Se não aparecerem voluntários, serão "voluntariados" à força, portanto escolham antes que apareça o anão que vai fazer sabonete a partir de restos animais.

2012-10-13

Não estamos sós no Universo, mas podemos bem ser os primeiros...

Li este artigo e decidi partilhar com as minhas palavras e comentários:

Segundo o modelo aceite para a história e formação do universo, este começou (ou recomeçou, mas não falaremos disso hoje) há cerca de 13.75 mil milhões de anos.

O big bang formou as chamadas estrelas de pop. 3. Enormes, de elevada massa mas contendo apenas os elementos mais básicos, como hidrogénio, hélio e lítio. Estrelas massivas consomem-se muito rapidamente  e  conforme foram consumindo o seu combustível, deram origem a outros elementos mais complexos, fazendo nascer as estrelas de pop. 2



Não descobrimos ainda nenhuma estrela de pop 3. mas a mais antiga de pop. 2 tem 13 mil milhões de anos! São estas estrelas de pop 2 que começaram, lentamente a fornecer os elementos que permitem formar os primeiros planetas. Conforme as maiores estrelas de pop. 2 vão consumindo o seu último combustível, geram as estrelas de pop. 1, como o nosso sol, ricas em metal e com estabilidade suficiente para albergar planetas.

É nestes sistemas de estrelas de pop. 1 que aparecem os primeiros planetas gasosos, há algo como 9 biliões de anos, e rochosos, há cerca de 8 mil milhões de anos. [1] A não ser que alguém considere plausível a existência de vida sem a existência de planetas, então podemos dizer com alguma segurança que os pioneiros da vida no universo devem ter aparecido há 9 a 8 mil milhões de anos. Ora, é exactamente aqui que a coisa fica interessante.

Aqui o nosso pedaço de terra (que muitos chamam de Terra!) tem algo como 4.5 mil milhões de anos. A primeira vida apareceu a algo como 3.6 mil milhões de anos, fotossíntese aos 3.0 mil milhões, vida multicelular há 1.5 mil milhões  o carismático primeiro humano há 0.004 mil milhões e o humano moderno à 0.00005 mil milhões.

Em apenas 50.000 anos a nossa raça começou a explorar os outros planetas do seu sistema solar, a bombardear o espaço com ondas rádio e, mais importante ainda, a ouvir o que se passa lá fora. Ora, fizemos tudo isto em 50.000 anos de evolução, ou seja, 0.00005 mil milhões de anos, num planeta com 4.5 mil milhões de anos de idade.



Digamos então que a primeira vida apareceu no universo há 9 ou 8 mil milhões de anos atrás (ver [1] novamente), e em algum destes planetas pioneiros teve condições para gerar vida inteligente, e maturou a ritmo semelhante ao da terra... estes fulanos teriam entre 4 a 5 mil milhões de anos de avanço em relação à raça humana! Já vimos o que o ser humano fez em 0.00005 mil milhões de anos, imaginem agora o que seria capaz em 4 mil milhões!

Ou seja, caso existisse na nossa galáxia vida inteligente mais antiga que a nossa, não teria por esta altura arranjado algum método de dizer ESTAMOS AQUI! em alto e bom som? Visto bem a coisa, podemos não estar sozinhos no universo, mas podemos bem ser dos primeiros planetas a ter vida inteligente na nossa galáxia.

Sacar imagens para background do Bing

Recentemente tenho usado o Firefox para usar a imagem do Bing.com como fundo do ambiente de trabalho.

Infelizmente, por alguma razão, já não dá para fazer no Firefox (nomeadamente, o botão de ver as imagens anteriores ter deixado de funcionar).

Como no Chrome para retirar a imagem isso implica abrir o "Inspector", resolvi pesquisar um pouco, e descobri o seguinte URL: http://www.bing.com/HPImageArchive.aspx?format=xml&idx=1&n=1

É um documento XML com várias informações, inclusive o URL das imagem.
Parâmetros:

  • format: xml | json (dá forbidden) | ???
  • idx: 1 < ???
  • n: 1 < n < 9; valores superiores são interpretados como o máximo

Como obter uma feed com posts com determinada label

Muito tempo depois de me ter colocado esta questão e não ter conseguido descobrir a resposta (e do Guilherme ter usado Yahoo! Pipes para conseguir extraí-los da feed principal), eis a resposta de como ter uma feed de posts com determinada tag:

Feed para posts com tag 'funny'

2012-10-12

Microsoft altera privacidade imitando decisão pela qual atacou Google; no-one cares

Aqui há uns meses andaram a cair em cima da Google por ter mudado a política de privacidade de forma a permitir partilha de dados (para ads) entre diversos serviços.

Agora a Microsoft, depois de ter feito ads a mandar vir com a mudança da Google como razão para não se usar a Google, faz o mesmo.

A diferença é que a Google o fez de forma aberta, com overlays a informar as pessoas e garantindo que as pessoas sabiam o que se ia passar. Toda a gente caiu em cima da Google.

A Microsoft fez o mesmo mas pela porta do cavalo. No-one cares.

+ info: Microsoft To Make Same Privacy Change Google Was Attacked For; No One Seems To Care

2012-10-10

Eclectic Method - The Future

Para Sci-Fi lovers e que gostem do tipo de música que puseram no filme ;)

«Psst.  Hey you, come a little closer.  I want to tell you something about the future.  It will either be:  A mind-bendingly awesome; utopian landscape where all of Earth’s problems have been resolved and technology and humanity have evolved to create harmony.  

Or it might be a fucked-up dystopian nightmare. Where artificial intelligence has surpassed that of it’s creators.  Or perhaps humans have ravaged the Earth to such a degree that it has gone into full revolt.  Or A scarcity of resources has humans warring over water.  It depends on which film you watch or what time of day you might have asked Stanley Kubrick’s opinion.»

(precisa de fones)


via http://eclecticmethod.tumblr.com/post/33098970513/the-future

2012-10-05

O último 5 de Outubro

What does it mean when the flag is flown upside down?

Any flag flown upside-down is considered a sign of distress... 
Mutiny, piracy, sinking, coup, rebellion of the people/government. 
The fact that any flag flown upside-down means distress is not the whole story however... flags flown upside-down can and are used as a form of protest.