2010-08-30

Ora quem é ? :D

Digam-me lá, se este senhor não vos lembra alguém, de um jogo de computador bastante famoso e best seller??


Já agora, chamam-se Covenant, foram uma das bandas de cabeça de cartaz no Festival Gótico de Leiria, mas lá que me fez lembrar tal personagem... fez.. lol

Edit Peres:
Será ele?:

2010-08-24

This just in!

Para quem não percebeu logo, o título contém um ponto de exclamação sarcástico. Just so you know. Adiante...

Estive há pouco tempo numa loja da Apple em Covent Garden, onde tive oportunidade de experimentar um iPad. Confesso que estava curioso para ver como raio era o objecto de tanto amor-ódio. Fiquei não só a conhecer bastante bem o iPad como também tanto o amor como o ódio. Agora, também eu adoro-odeio o bichoco.

Convenhamos, o aparelho é lindo. Elegante e esguio, leve, e bem concebido por todos os lados. Seria um bocado tendencioso da minha parte dizer que o software é extremamente simples, fácil e intuitivo de usar, já que há anos que uso um iPhone, que é basicamente igual, mas não é tendencioso dizer que o interface é quase tão bonito como a vasta maioria das modelos britânicas (e aqui escuso de vos dizer que sou tendecioso, e não é pouco). O pouco que usei o bicho deu para entender que não se lhe aponta nada ao funcionamento: rápido, fluído e graficamente impecável Até o teclado virtual funca que é uma maravilha. Imaginei-me logo, dali a dias, no avião de regresso, a fugir a uma seca incomensurável durante o vôo, ou com o iPad numa bolsa, só com os auriculares a ouvir música (assim mais ou menos como faço com o meu iPod, se conseguirem imaginar), ou também com os auriculares, para não chatear ninguém, mas a ver algum filme ou série. Também me imaginei logo a ler e-books com aquele instrumento miraculoso. Resumidamente, citando Tony Stark acerca de (quem ele julgava chamar-se) Natalie Rushman, "I want one". Compreendo-te, Tony.

Mas! (contudo, no entanto, não obstante, porém)

Mas para que raio serve o instrumento para além do que já foi dito? Para os joguitos da treta da App Store? Para as apps ligeiramente menos da treta do Cydia/Rock/AppTapp/etc. e derivados? Inútil! Pelo preço de um iTampon (repararam na mudança de tom?), compro um portátil a sério, daqueles que fazem tudo o que o iSanitaryTowel faz (se bem que talvez um bocadinho menos bem, e certamente menos "bonitamente") e muito (perdão, muito) mais. De acordo, dá para ver páginas da net, mail, address book, photo viewer e e-book reader, mas convenhamos que não é o melhor instrumento para nenhuma das tarefas a que se presta.

OK, pronto, venha de lá o contraditório, Steve. Então se fosse widescreen ficava muito estranho "ao alto". De acordo, nisso também não mexia. Então meter lá uma porta USB levantava complicações de utilização a nível de drivers, por exemplo, no dia em que o utilizador quisesse instalar uma impressora ou um scanner. Mas pensem lá, o iPad nunca foi pensado para substituir um computador a sério, daqueles que dá para instalar periféricos e programas, mas que mal poderia haver em deixarem o utilizador enfiar lá uma pen? Se não querem introduzir o problema dos drivers, avisem o utilizador de que aquela porta em particular só serve para pen drives. E que alergia é que tendes à ideia de deixar o utilizador transferir e mover ficheiros a seu bel-prazer? Se absolutamente tendes que evitar que o utiliador aceda aos ficheiros do firmware e das Apps (por falar nisso, bom trabalho, tem estado a resultar impecavelmente!), metei-os numa partição a que o utilizador não consiga aceder pelo interface, mas dai-nos um bocadinho de controlo, caramba! É que até para meter um miserável ficheiro qualquer é preciso sincronizar o malfadado instrumento inteiro com o PC (o mesmo se aplica ao iPhone. Sabeis se isso mudou no 4?).

Bottom line: Pax vobiscum atque vale. Mas, antes disso:

Resumidamente, enfiem lá uma portinhola USB (para os utilizadores poderem transferir ficheiros entre iPads e PCs sem chatices), flash e suporte nativo para PDFs. Já nem me atrevo a pedir que expeditem o aparelho com um processador de texto e uma folha de cálculo incorporados (se bem que não fosse má ideia) e ainda menos Photoshop (mas digam lá que não era catita poderem instalá-lo?). Só queria que o instrumento fosse mais que um iPod Touch XL.

Vilões da Apple...

Mas olha, pronto, mudemos de assunto. Já que isto é um disco-bar, fica aqui um shot.




Este pago eu.

E agora, no fundo do post, a bottom line:

Pax vobiscum atque vale.

Pre-Crime

Todos se lembram do minority report certo?



Filme de Ficção Científica certo?

Or not:
Segundo 2 artigos:
"Pre-Crime technology to be used in washington" e "Software Predicts Criminal Behaviour" o futuro está à nossa porta.

Coisas como:
"Google and In-Q-Tel have recently injected a sum of up to $10 million each into a company called Recorded Future, which uses analytics to scour Twitter accounts, blogs and websites for all sorts of information, which is used to "assemble actual real-time dossiers on people.""

"The government even has plans to collect lifelong records on all residents starting at the age of five, in order to screen for those who might be more likely to commit crimes in the future."

"If the software proves successful, it could influence sentencing recommendations and bail amounts."

Artigos originais aqui e aqui

2010-08-14

File Hosting

Em resposta ao pedido do Sintra na Shoutbox, aqui ficam 4 métodos para guardar ficheiros na net de forma relativamente indiscriminada.

Tipo Rapidshare mas sem tempo de espera
  • Mediafire -- alguns ads
  • Filevo -- novo, slick mas ainda por testar; suporta torrents se se pagar

Sites

FTP
  • 000space -- 5GB; revisão de ficheiros manual por isso não é imediata a acessibilidade após colocar

2010-08-11

O novo hit de Verão

E como estamos na silly season, deixo-vos o próximo grande hit de Verão: Pika Ferreira - "Come Misto"


Priceless!

2010-08-09

Spoon + pizza?

Video 1:

Para quem achou "Scream" demasiado soft, e os "Saw" demasiado rápidos a matar, temos "The Horribly Slow Murderer with the Extremely Inefficient Weapon"



E uma aventura com zombies + pizza interactiva. Quantas vezes morres horrivelmente?

2010-08-03

Bom Português

Acabei de ver escrita a palavra "asseço". Deu-me um baque quando a li e um arrepio quando a escrevi.


Seriously, WTF?



2010-08-02

Starcraft 2 zombie level




Um dos meus níveis favoritos do sc2, o zombie level (nome do nivel: outbreak, para aí o 9º nivel de 25-29).



O que tem este nivel de tão fantástico?

Bom, chegamos nós a uma típica "janestown", completamente deserta, e certa de 170-200 edificios "infestados" com aquela coisa zerg que ninguem sabe o nome, e a noite a chegar. Temos algums momentos para começar uma base, a assim que a noite chega, saem hordas de infested terrans (desde civis que andam lentamente em direcção á tua base, até infested com armas e até bixos ainda maiores (surpresa). A primeira noite é bem fácil de sobreviver, 4 marines em cada uma das tuas 3 entradas aguentam bem. A segunda noite já precisas de uns bunkers e talvez 1 scv a reparar. A proxima é bom que já tenhas um siege tank e uns firebats ao pé do bunkers. A seguir é bom que tenhas marauders para dar dano a alvos muito armored, e talvez uns vikings. Na proxima .... Bem, já entendaram, de noite para noite fica mais dificl.

Esta imagem sim, directamente do nível (os mais atentos reparam logo no "OMG bunkers with machineguns on top", no marine com escudo, e no firebat heróico com 24 kills:




Como acabar o nivel? Fácil, destruir os 170-200 edificios infested. Para isso, é ter uma força móvel e, durante o dia, enquante se reparam os estragos da noite anterior, atacar e destruir o mais rapidamente possivel o maior numero de edificios infested. Easy right?

Not so quite, isso sao os objectivos para os wimps. Como objectivos secundários (e 100% opcionais), temos de destruir umas unidades raras dos zerg, que, coisa linda, só aparecem durante a noite. Ou seja, enquanto defendem a base de hordas sem fim de zombies, têem de, de alguma maneira, fazer um blitzkrieg á procura dos zerg raros, isto é, se querem no futuro ter tecnologia nova avançada baseada nos avanços feitos pela vossa equipa científica.

E depois, para os verdadeiros H. de barba rija, os achivements, que basicamente são maneiras mais loucas e hardcores de acabar os niveis (por exemplo, acabar o nivel X sem fazer lift-off a nenhum edifico, ou sem perder mais do que X unidades, etc etc.)

Imagens de:
http://fidgit.com/
http://www.sc2mapster.com/maps/zombies-attack/