2011-09-23

Limites de velocidade para quê?



Deve ficar na história como sendo hoje, 23 de Setembro de 2011, como o dia em que a física clássica ruiu. Tudo isto porque foi hoje que o resultado de 3 anos de trabalho no CERN foi anunciado:

"A velocidade da luz pode ser quebrada".

Já explico melhor, antes de mais, é importante saber o que é um neutrino.
Neutrino, como o nome indica, é uma partícula subatómica electricamente neutra, que pode atravessar matéria sem interagir com ela.

O que o CERN andava a fazer, era a lançar um tipo de neutrinos (muon) para um laboratório em Itália, e no percurso tentava converter estes neutrinos para outro tipo (tau). Mediam depois quantos dos neutrinos originais chegavam em tipo "tau".

O que aconteceu é que, ao mesmo tempo que contavam os neutrinos, mediam também o tempo de partida e tempo de chegada do mesmo, e calculavam a velocidade dos mesmos. Os resultados são avassaladores:

"Em 15.000 lançamentos efectuados, os neutrinos chegavam 60 nano-segundos mais rápido do que a luz, com uma margem de erro de 10 nano-segundos".

Para termos ideia da escala, no percurso de 730km que estes neutrinos percorreram, a luz demora 2435021ns ou 0,002435021s. Estes neutrinos percorreram esta distância em
2434961ns ou 0,002434961s.

Os cientistas do CERN estão cuidadosos quanto a isto, e estão à espera que outros laboratórios no mundo repliquem a experiência e anunciem os resultados.

Podem ler mais sobre esta descoberta aqui, aqui ou aqui.

2 comments:

Pedro F. said...

Não era absolutamente inesperado mas faltava demonstrá-lo. Mas é muito bom mesmo, já há muito que se falava disto mas demonstrá-lo, puff...

Peres said...

O engraçado é que eles "caíram" nesta descoberta. Nem sequer era o objectivo da experiência. Será que, se não estivessem a converter de um tipo para o outro neutrinos eles não passavam a barreira da luz?