2010-04-16

(R)evolução? Opinem.

Encontrei um artigo muito interessante no Gizmodo embora com um título bastante ilusivo, tendo em conta o conteúdo do mesmo. Long story short, o seu autor defende que daqui a 2 ou 3 anos o paradigma de utilização dos computadores em geral vai ser dramáticamente alterado para algo entre Chrome OS e iPhone/iPad OS, abandonando por completo a metáfora do desktop tal como a conhecemos.

À primeira (e à segunda e à terceira...) vista, desconfiei. Depois ponderei melhor e cheguei à conclusão que talvez não seja tão improvável quanto isso... Leiam antes, opinem depois.

Ora vejamos, preparem-se para a WALL OF TEXT:

- Ponto 1 - A complexidade dos sistemas operativos em geral:
  • "Normal people don't like today's computers. Most loathe them because they can't fully understand their absurd complexity and arcane conventions" (...) The problem is that the desktop metaphor is not good enough. Despite its relative ease of use, most people still find computers difficult to use. Now, if you actually like computers, you probably don't sense much of a struggle when managing Mac OS X or Windows. But watching some of your friends and family will make it painfully obvious: Most people are still baffled by conventions that many of us take for granted.
Como sabem, estou desde há alguns anos atrás rendido ao Mac OS X. Farto de aturar as merdas do Windows (é melhor nem entrar por aí!), andava a saltar de distro em distro em busca de um melhor OS para o dia-a-dia. Apesar da lufada de ar fresco relativamente à segurança, flexibilidade e às novas potencialidades destes sistemas operativos, haviam problemas que me irritavam solenemente: por exemplo, ocasionalmente lá saía-me a rifa e algum upgrade lembrava-se de me partir qualquer coisa no sistema. A usabilidade dos mesmos deixava também bastante a desejar: ter que editar à mão ficheiros de texto no cu de judas para ligar uma opção qualquer também não me agrada nada... O OS X para mim é o melhor dos dois mundos. É poderoso, flexível e seguro (menos seguro que as distros anteriores vá, mas incomparavelmente mais seguro que o Windows). É extremamente user-friendly; foi uma sensação incrível desconhecer por completo um sistema operativo e saber intuitivamente como mexer em tudo. E last but not least, as coisas funcionam. Raras vezes tenho que andar à porrada com o OS.

Ainda assim, muita boa gente vê-se à nora com qualquer um destes OS's;. Pensem quanto tempo é que ninguém vos pede ajuda por causa de uma parvoíce qualquer num computador. No meu caso, é desde anteontem... passo a vida a compor coisas estragadas ou por ignorância ou por "desleixo" lá na terrinha.

- Ponto 2: Evolução histórica dos computadores

Leiam o post. O autor faz um run-down bastante detalhado da história da computação desde a II Guerra Mundial até hoje, destacando as suas sucessivas alterações ao longo do tempo.

- Ponto 3: O Futuro

Tendo analisado a evolução histórica e os problemas actuais dos computadores, torna-se evidente que a situação actual não vai, de modo algum, ficar tal como está indefinidamente.
Para tal, temos vários culpados:
  • iPhone/iPad OS: vão ao YouTube e contem o número de vídeos com bébés a mexerem correctamente naquilo. Agora procurem o mesmo mas para a malta da terceira idade. É tão intuitivo e diferente do Windows Mobile e do Symbian que até mete impressão. Mudou completamente o rumo dos smartphones e agora temos no mesmo barco o Android (um OS talvez com mais potencial que o próprio iPhone OS) e mesmo o mais recente Windows Phone (corte radical com o WinMobile 6.5!!).
  • Citando o autor: "At one point during this decade, you will no longer have a billion folders and file icons floating in a virtual desktop. There will be no more baffling setup screens. No more shortcuts to work around limitations and old conventions. These frustrating barriers—built during decades of evolution—are what make normal people hate computers".
  • Chrome OS e a cloud-computing: o Chrome OS está talvez anos à frente do seu tempo. Devido à sua natureza, tem usa série de vantagens inerentes bastante interessantes. Por exemplo, o uso da cloud para armazenar os nossos ficheiros permite-nos aceder de qualquer lado aos nossos dados (desde que exista uma ligação à Net, claro), embora esta ideia me incomode um bocado
Portanto, recapitulemos: temos as bases definidas para uma muito maior usabilidade, ubiquidade e segurança. Resta saber se é suficiente para tornar o computador verdadeiramente acessível às massas.

Deixo-vos a previsão final do autor do post:

"It won't happen overnight, but it will be fast. First, iPad will succeed. In a year, something similar to the iPad will come from Google. In two or three years at most, an iMac and a MacBook Pro with something resembling the iPad OS will arrive. It won't just be iPad OS. It will be the full Mac OS X with a new UI covering all of it, and smart, instantly searchable databases to store documents with metadata, all of it open to developers. Then Microsoft will introduce its own version of everything, killing file managers once and for all. And during all this time, more of that data and metadata will be stored in the cloud, with local storage only acting as a cache. No more syncing between devices, no more hassles, no complications."

PS: e não, não vamos trocar servidores por tablets. Estamos a falar do utilizador comum. Estamos a falar dos vossos pais e irmãos, tios, primos e avós; duvido que hesitem nesta troca... o mesmo já não se pode dizer de nós!

PS2: Sim Sintra, podes ligar um tablet a um teclado, rato e jogar Dota ;)

12 comments:

Anonymous said...

File managers...MY PRECIOUS!!!!!!!!!!!!!

Sintra said...

Pa, so faz sentido. Basta olhar pra evolucao do telefone para o telemovel.
O telemovel em Portugal comecou a aparecer por volta do ano 2000. Em 2002 TODA a gente ja tinha. Hoje ja nem se pensa em nao ter telemovel. Ha mesmo quem ja nem tenha ou use o telefone de casa.

O mesmo acontecera com o computador. So quem tenha PC pra trabalho ou para jogos eh que vai manter um desktop ou laptop. Programacao, edicao de imagem, jogos... isso n vai dar no tablet. Mas para tudo o resto sim.
O grande problema que vejo no ipad eh que ele eh grande. Nao eh uma coisa que caiba no bolso. Andar com um calhamaco daqueles pra q? Aceder ah net? Tens o iphone.

P.S.: teclado e rato ligados ao tablet? E depois tenho que olhar para uma imagem pequena de cima pra baixo? No thx.

Halloween said...

Sintra: a resposta aos teus problemas por 69 cents -> http://www.cultofmac.com/0-69-business-card-holder-makes-ideal-ipad-stand/38085 :P

Sintra said...

ahahah
owned ^^

Zeca said...

Ou como eu disse .. podes sempre partir para um dispositivo como o touchbook ... que se transforma num portatil, numa tablet, num bloco de notas, etc, etc...

o iPad era uma ideia boa (e ainda é), mas não foi correctamente realizada...

Mas sim, já há alguns anos que se fala numa revolução a nivel de SO's de modo a ficarem mais user friendly... a ver vamos ... eu por mim activava-se uma EMP a nivel global e começava tudo do zero ...

Pedro Francisco said...

Knight, queres ler isto provavelmente.

Creio que em 1992 já havia a Telecel e a TMN precede a Telecel/Vodafone.

Sintra said...

"Creio que em 1992 já havia a Telecel e a TMN precede a Telecel/Vodafone."

Nao estava a tentar ser rigoroso historicamente. Qd recebeste o TEU primeiro telemovel?
Eu recebi em 2000.

Jamex said...

Estou totalmente de acordo com o teu artigo.
A minha mudança para o OSX tb foi assim, fartei-me do windows, linux é o que a gente sabe, um update e lá vai tudo pro c....

Tudo começou pela "nuvem" agora que já há bases para a nuvem apareceu o veiculo para andar na nuvem.

http://teclaoption.blogspot.com/2009/07/google-crome-os-nova-fe.html

O pc não vai deixar de existir, mas a sua importância vai desaparecer.
Hoje em dia são poucas as pessoas que compram desktops.
Ou compram para jogos ou compram porque são estupidamente baratos e é para correr uma aplicação leve.
E esses vão virar para algo mac mini ou EEEPC n sei k
Porque não vão precisar de grande poder de processamento.

Basta olharmos para o que aconteceu com a Wii.
Tiraram o jogador do sofá, deram-lhe liberdade e uns jogos engraçados.
BUM toda a gente adora aquela merda.

E eu vou vender a minha nintendo DS e o meu ipod nano e vou comprar um touch.
Isto porque a TMN é fdp e não tem iphone.

Em relação ao android.
Tem um potencial brutal.
Não sei se está a ser bem conduzido.
Coisas tão simples como tu sem teres um android não consegues saber que aplicações é que existem para ele.
Estúpido.
Mas tem a vantagem de ser bom para ir a net e por um preço brutal, olhem para o Android da TMN.

E o GTA para o iPhone a 8 euros igual ao da DS a 40 euros mudou completamente a maneira como olhava para o iPhone.

Com o iPhone tudo fica mais fácil.
Ainda no outro dia no meio do hiper lembrei-me que queria fazer uma sobremesa, lá fui eu ao opera ver do que precisava.

O tamanho do iPad faz todo o sentido.
Torna a leitura brutal.
E eu vejo grande utilidade naquilo por ex para comerciais.
Pessoal que passa a vida da rua de porta em porta ou de empresa em empresa a recolher dados fazer encomendas, etc.
Uma merda pequena não dá jeito nenhum.
Aquilo é optimo para andar numa pastinha.

Pedro Francisco said...

Sintra: 1998 praí.

Jamex: The iPad: Second Coming of the Newton?

Pedro Francisco said...

Agora já li os dois artigos.

Quanto ao sistema de ficheiros não é inovação da Apple, a MS tem o WinFS, mas a Apple parece estar realmente a implementá-lo ao contrário da MS.

Estou curioso também como é que o Nepomuk no KDE vai funcionar. Estou farto de ouvir falar em desktop semântico mas ainda não consigo imaginar isso em acção.

Quanto a cloud computing estou um pouco retincente de os meus ficheiros andarem a passear por aí mas pronto quando chegar a altura logo me queixo.

Pedro Francisco said...

A Apple parece estar a implementar o conceito do WinFS, não "o" WinFS.

Sintra said...

"Sintra: 1998 praí."

Pronto, a explosao do uso do telemovel comecou nos fins dos anos 90.
Tu tbm es filho unico levas tratamento especial :P