2006-08-08

Paranormal...

Não, não vou falar de esoterismo. Pelo menos não hoje.
Se bem que esta seja uma linha fantasma!
Para se definir o paranormal é primeiro necessário definir o normal e depois compará-lo com o anormal. Ora, o normal não tem definição senão à custa do preconceito, portanto, vamos deixá-lo assim, indefinido. O anormal, por justaposição, também é indefinível.
Ou então é o Bush.
Resta-nos o paranormal. Ora se o paranormal não é normal nem anormal, só lhe resta ser algo no meio, algo... indefinível. Bem, à terceira é de vez. Vamos antes falar de outra coisa.

Uma Farmácia é um sítio onde se vendem medicamentos, pensos rápidos, adesivos e outras coisas que tais, como, por exemplo, tubos de látex. Uma Afarmácia, se a encontrarem, será, por definição, um sítio onde não se vendem medicamentos nem pensos rápidos nem adesivos e por aí adiante... Esperá lá! Acho que vivo numa Afarmácia... Adiante. Uma Parafarmácia está algures entre a Farmácia e a Afarmácia, ou seja, não se vendem as coisas da farmácia nem deixam de se vender... ou como é? Já por duas vezes que dei com o nariz na porta nestas maravilhas que são as parafarmácias, que vendem tudo menos o que faz falta, ou, pelo menos, quando faz falta... Francamente, eu só queria um Claridon QD... Não me faz a menor falta um carrinho de bebé ou uma caixa de pó para a ressaca (não perguntem)ou um emplastro para reafirmar o peito.

Realmente, esta ideia também não é mais fácil... vamos antes falar de sexo.

Pax vobiscum atque vale.

5 comments:

Claymore said...

Cuidado com as dfenições que aplicas :P nem sempre pode ser tudo assim tão á letra.

O normal e anormal, pode ser explicado segundo teorias, pode ser provado, sabe-se a razão pela qual acontece, a diferença entre os dois é que o normal, tende a acontecer sem interferencia de forças exteriores ao sistema, o anormal, é quando existe perturbação, existe alteração por forças exteriores.

Agora o Paranormal, como se pode facilmente perceber, é algo que não se sabe se é normal ou anormal, pois não sabemos demonstrar ou provar, em qual dos dois se encaixa, não se sabe se é algo normal mas que não se sabe explicar, ou se é algo anormal, algo que foi perturbado, mas não se sabe que perturbação foi essa.

Apesar de tudo axo ke o melhor seria ler uns livros do Paranormal :)

obnibolongo said...

Excelente.
E parauniversidades? E paraprofessores? Infelizmente conheço alguns......

Peace be with you too ;)

ArabianShark said...

Calma, Clay, isto não tem nada a ver com Paranormal... foi só para despistar. Eu não me meto nessas andanças....

Sintra said...

O homem quer falar de sexo e vocês põem-se logo com filosofias?
Arre!

Saurnil said...

Parafarmácias, paraprofessores e parauniversidades, concordo que existem.

Qto ao sexo... tb há parasexo, infelizmente.