2013-03-23

Quanto dinheiro Russo está realmente nos bancos do chipre?

Os números oficiais do banco central do chipre, noticiam algo como 68.4 mil milhões de euros nos seu bancos, em Janeiro de 2013. Tendo em conta os seus 800 mil habitantes, chegamos ao ridículo e irreal número de 85.500 euros por habitante. Poderia certamente ser o país com melhor qualidade de vida.

A realidade é que o chipre, com os seus apetecíveis 10% em impostos para empresas lá sediadas (ao contrário dos 25% em Portugal) fazem com que inúmeras empresas, maioritariamente russas estejam sediadas na ilha.

O número oficial é então de 20 mil milhões de euros depositados em bancos do chipre como sendo provenientes de cidadãos e empresas russas.

Logo de seguida, temos cerca de 12 mil milhões presos de transferências no chipre. Estes 12 mil milhões vêm de operações rotineiras de bancos a até ministérios russos (desde salários até à compra de canetas para o escritório), que usam os bancos do chipre para evitar taxas e impostos vários.

Para terminar, e oficialmente, mais 40 mil milhões presos de empréstimos russos. Empréstimos esses de bancos russos a cidadãos e entidades russas que até à umas semanas usavam a pequena ilha para aumentarem as margens de lucro.

Oficialmente então, 72 mil milhões de euros. Sendo o problema do chipre um problema de liquidez dos bancos (ou seja, os bancos do chipre, bêbados de dinheiro fácil, apostaram nos "cavalos errados", ergo, dívida grega, e quando a troika e o fmi acordaram o haircut da divida grega em 70%, acabaram por provocar esta crise de liquidez nos bancos cipriotas). Ora, estão a ver então o problema.

Bancos do chipre, usando dinheiro Russo, aposta na dívida grega e perde tudo (ou quase tudo, 70%). Ficam apertados de dinheiro, mantêm segredo é claro, e pedem agora resgate. União europeia (aka, frau Merkel, ainda por cima em ano de eleições) não quer resgatar dinheiro Russo, e está a fazer-se difícil (ou quem sabe, quer mesmo que o chipre caia, para mostrar a solidez da União).

Para mim é dificil de perceber. A união europeia que queima 240 mil milhões na grécia, 75 mil milhões em Portugal, 110 mil milhões na Irlanda, a estava a preparar 300 mil milhões para os bancos espanhóis, propõe agora condições draconianas aos 12 mil milhões para o chipre.




1 comment:

Carlos Ferreira said...

E assim se abrem rachas na "(des)União Europeia"

PS: Sou contra qualquer tipo de medida que congele ou capture poupanças de um individuo.