2013-01-21

Neanderthal em NY

George Church, geneticista americano e um dos principais investigadores que, no projecto do genoma humano, mapeou o ADN da nossa raça, veio recentemente dizer que procura uma "mulher aventureira" para clonar um Neanderthal, inserindo material genético recuperado de um Neanderthal, e enganando um óvulo para gerar uma vida com o material genético de apenas um progenitor. Ou seja, clonar um "puro sangue" Neanderthal .

Eu podia entrar pela vertente ética, ou moral desta afirmação, mas não vou. Vou antes tentar demonstrar o porquê de esta ideia ser muito má.

O Neanderthal médio teria cerca de 1,70m. Maiores articulações, ossos mais densos. Omoplatas 10% maiores que as nossas, que permitia mais suporte muscular. Mas não só, ao ter antebraços mais curtos, ombros maiores e suportes musculares massivos é estimado que um "aperto de mão" destes nossos primos teria duas vezes mais força. Um neanderthal, do mesmo tamanho de um sapiens teria à volta de 10kg mais em músculo.


Ok, mas eles ficaram extintos, certamente o nosso intelecto foi superior não?

Embora haja registos de fogo a ser usado por h.erectus há 1.6 milhões de anos, quando esse mesmo hominídeo começa a sair de África, não trouxe esse mesmo fogo consigo (ou seja, sai de áfrica para climas mais frios - "esquece" de trazer fogo - ou por outras palavras, usava o fogo ocasionalmente). O nosso primo Neanderthal fazia fogo regularmente a partir de 300.000 A.C, enquanto que, nos locais onde o Neanderthal não colocou os pés, os registos de fogo produzidor por hominídeo só começam hà 200.000 A.C.

O primeiro instrumento musical do mundo, uma flauta feita de osso, foi encontrada entre vestígios de Neanderthal.


O Neanderthal enterrava os mortos ritualmente (há inclusive vestígios de pólen! Colocava flores junto aos seus mortos), e cuidava dos seus mais idosos. Foi só após do contacto entre as duas "espécies" que o sapiens adopta os mesmos costumes.

Por fim, eram guerreiros muito mais violentos que o Sapiens. Os primeiros a queimar pontas de lanças para conseguir uma melhor arma, há inúmeras ossadas que mostram ossos partidos, mutilações, e feridas causadas por ponta de pedra.

Vamos resumir então:
Domina fogo, arte, religião e guerra antes do Sapiens.
Mais forte, mais rápido, mais astuto.
Não existe hoje, provavelmente devido a factores genéticos (absorvido, cruzamentos entre Neanderthal e Sapiens gerava um Sapiens, como mostra a criança do lapelo, ou o facto do gene do cabelo ruivo ser 100% originário do Neanderthal.)


O senhor George Church quer então ressuscitar o "super-homem" para os dias de hoje?

4 comments:

Pedro Francisco said...

Desde que lhe dêem o nome "Bruce Banner", parece-me tudo correto :p

ArabianShark said...

Se ele descobrir como produzir DNA totipotente a partir de fósseis, quero dar-lhe uma palavrinha off the record.

Peres said...

He said his analysis of Neanderthal genetic code using samples from bones is complete enough to reconstruct their DNA.
He said: 'Now I need an adventurous female human.
'It depends on a hell of a lot of things, but I think it can be done.'

Looks solid enough for me.

Pedro Francisco said...

Primeiro fundamentalistas < inserir religião aqui > ainda lhe rebentam com o laboratório...