2018-01-22

Capitalismo & os seguros de saúde


Hoje fui colocar um aparelho e apercebi-me de uma coisa: eu confio no capitalismo, quando ele não se arma em esperto.

Eu tenho a sorte de possuir um seguro de saúde que é pago pela minha entidade empregadora. Caso contrário, facilmente chegaria aos €100/mês um seguro para a família toda.

Mas vamos assumir que eu queria avaliar um seguro de saúde. E para além de ir ao site das seguradoras decifrar as condições [unrelated: se se magorarem numa Moto4 o vosso seguro não cobre despesas de saúde; nem se houver um incidente nuclear], perguntar a amigos e ler análises aleatórias na Internet, quisessem saber quanto passariam a pagar nos médicos ou estabelecimentos que frequentam regularmente, como fariam?
A resposta é: não fariam. As tabelas de preço para cada um dos sítios não são públicas.
A única excepção é o plano de saúde Continente/Wells [nota do autor: planos de saúde =/= seguro de saúde], que tem a sua tabela de preços disponível no site.


A minha opinião neste assunto é: é defensável que, pelo bem público, as tabelas de preço (ou seja, o que cada um dos seus clientes pagará) sejam públicas. O meio pelo qual conseguem esse preço para os seus clientes pode ser secreto -- o valor que os seus cliente pagam não o deveria ser.

Acho que isto é pior com seguradoras como a Multicare, que de tão secretiva que é é impossível saber quanto vão pagar mesmo que perguntam ao balcão: deve depender do vosso plano e por isso é preciso passar o vosso cartão primeiro.

Certos preços deveriam ser públicos -- o contra-argumento é: "trade secrets" mas não creio que justifique.

1 comment:

ArabianShark said...

Concordo contigo, quanto mais não seja porque, à margem da "má forma" que é toda esta falta de transparência, deixa-me sempre a pensar que o factor determinante no cálculo da tua conta não é o valor nem o custo do serviço prestado, mas antes quanto estás disposto a pagar, mais ou menos da mesma forma que certas entidades vendedoras de loot bawkses ajustam o preço de cada loot bawks em função do que estimam ser o limite do que cada comprador está disposto a pagar.