2012-11-29

Livros/recursos para a área de desenvolvimento de jogos

Citando pessoas,
> quero muito meter-me na área de desenvolvimento de jogos
> sinto que qd acabar o curso tenho 1% do conhecimento necessário para tal, mas
> por onde achas que posso começar?
< ñ faço a mínima ideia :-D
< vou perguntar

Portanto, digam de vossa justiça: quais as vossas recomendações de recursos/livros/assim assim para a área de desenvolvimento de jogos?

7 comments:

ArabianShark said...

O único livro de que algum dia me servi chama-se "Videogame Development with Python and Pygame", do Sr. Will McGugan, editado pela Apress, mas, francamente, só o usei para ficar com umas luzes de Python. No entanto, entre o curso que estou a fazer e o que vi do índice remissivo, parece-me bem, e os conhecimentos são migráveis para C/C#/C++.

Pode ser que, quando acabar o curso, escreva um livro do que aprendi...

Peres said...

Não é só fazer um jogo.

Tens de ter mecânicas interessantes o suficiente para captar, e depois manter o interesse. Tens de ter um público alvo, quer seja os doidos por spreadsheets do excel, ou os apm demons.

O melhor site que te posso indicar é mesmo o:
http://www.kickstarter.com/

Peres said...

Oh, e este é um must:
http://www.rockpapershotgun.com/2010/07/09/rules-for-games-do-dont-2/

ArabianShark said...

Francamente, a não ser que queiras ser designer, tosas as preocupações do Peres são inúteis, porque não vais ser tu a fezer esse tipo de decisões. Se, por outro lado, queres ser designer, não é saberes todas essas considerações que te vai ajudar, porque, na indústria dos videojogos, não se começa por ser designer; começa-se por ser programador ou artista ou animador ou qualquer outra coisa em que se façam coisas "palpáveis", e, quando tiveres experiência tanto na tua ária inicial como em todas as outras considerações, se tiveres qualidades para ser designer, pode ser que te deixem lá chegar. Portanto, para já, o importante é concentrares-te numa posição que possas, realisticamente, ocupar à partida.

Ora, uma vez que és um programador, imagino que queiras começar na área de código. Se assim for, o meu conselho é dedicares-te à linguagem que esperas vir a usar: no caso de browser games e semelhante, Flash; no caso de jogos AAA e que tais, C++. Também não é pior familiarizares-te com ferramentas e bibliotecas que possam ser úteis ou que sejam actualmente usadas nos jogos em questão, por exemplo, OpenGL, SDL e DirectX. Ter umas luzes de modelação e animação 3D (ou mesmo 2D, dependendo do mercado em que queres trabalhar) não te faziam mal nenhum; investiga tutorials de Maya (ainda que o Maya seja pouco amigo dos principiantes) ou de Photoshop (mesmo que prefiras usar o Gimp ou outra coisa qualquer, os conceitos são migráveis).

Posto isso, o resto assenta muito em padrões e práticas comuns. Um dos meus professores fala muito bem de um livro chamado (alguma coisa como) "The Efficient C++ Guide".

Muito importantemente, mentaliza-te de que, mesmo depois de toda a formação especializada que tenhas e possas ainda vir a adquirir, não estarás em posição de ir imediatamente fazer o StarCraft π; isso é só depois de teres alguma experiência de trabalho na área, mas as companhias que fazem videojogos sabem isso perfeitamente, e estão mais que dispostas a contratar gente sem experiência, porque sabem igualmente que estão em posição de imbuir nos empregados a experiência que mais lhes convém. Posto isto, habilidades realmente importantes, sobretudo para programadores, para além de saber programar, são física e matemática (já que és engenheiro, estás em excelente posição para isso).

A título de nota de rodapé, a Valve, que todos nós conhecemos, opera numa base de não-gestão, ou seja, ninguém manda ninguém fazer nada; os empregados trabalham nos projectos que querem, sejam deles ou de um colega. Depois, os projectos que atraiam pessoas suficientes para fazer um produto acabado e comercialmente viável transformam-se num jogo e os outros... não.

Carlos Ferreira said...

Homem, começa pelo pygame em python. Tu nunca irás fazer um first person shooter decente (demasiado complexo). Começa pelo pygame e pelo livro ke o arabian indicou. Quando já perceberes do assunto, saltas para coisas mais complexas. :)

Carlos Ferreira said...

Homem, começa pelo pygame em python. Tu nunca irás fazer um first person shooter decente (demasiado complexo). Começa pelo pygame e pelo livro ke o arabian indicou. Quando já perceberes do assunto, saltas para coisas mais complexas. :)

Zeca said...

É um pouco dos dois pontos (implementação vs conceptualização)... tens de ter ideia do que é possivel fazer com ferramentas, bibliotecas e interfaces existentes, mas também o próprio conceito do jogo tem de ser interessante...

Sugestão: Pensa em algo simples -> implementa -> melhora.

PyGame é um bom ponto de partida pra algo simples.

Já agora, a não ser que tenhas boas bases de OpenGL ou afins, é melhor não pensares em coisas 3D (pseudo 3D ainda vai)