2010-07-13

Reblogging: U.S. Stripped Of AAA Credit Rating…By China?!

Na continuação do comentário/artigo do Peres acerca do facto dos E.U.A. estarem em termos percentuais pior que nós, aqui fica o artigo «U.S. Stripped Of AAA Credit Rating…By China?!».

23 comments:

ArabianShark said...

Qustíncula: E se toda a gente, de repente, cobrasse todos os seus créditos e pagasse todas as suas dívidas?

A) Acabavam-se todas as dívidas externas, mas a distribuição de riqueza a nível mundial acentuava-se/redefinia-se/suavizava-se;

B) Concluía-se que não há dinheiro no mundo que chegue para cobrir todas as dívidas, logo, toda a dívida é insignificante, pois nunca há maneira de a pagar definitivamente, o que learia a que deixasse de existir o conveito de "dinehiro".

Gosto da B) (e do /b/, mas isso é outra conversa). Só gostava de saber como é que passava a pagar a renda nesse paradigma.

Pedro Francisco said...

Andaste a ver o Zeitgeist :p

Não tendo eu visto o Zeitgeist e acreditanto eu que há alguma lógica, apesar de distorcida, na economia, duvido que seja impossível pagar todas as dúvidas. A questão é, provavelmente, que reduziria a especulação possível. Seria como - mais uma vez, estou a adivinhar aqui - todos os bancos terem 100% do valor dos depósitos nos seus balcões, o nível de trafulhice possível seria menor, em teoria.

Mais uma vez afirmo que não percebo peva de economia e estou apenas a atirar larachas que para mim fazem sentido ao ar. Vou tentar arranjar um guest post.

Pedro Francisco said...

Óbvio que por dúvidas pretendo dizer dívidas )

Halloween said...

"A economia é uma ciência equiparável à bola de cristal" - RAP

Pedro Francisco said...

"Todas as argumentações suportadas por uma citação são verdadeiras para lá de qualquer sombra de dúvida" - PF

:p

Se me disseres que há muita camada de lamaçal na economia, isso já tenho de concordar. A culpa é do Marketing. Se não houvesse Marketing os bancos diriam "Vamos cobrar-te X% ao ano, dos quais Y% são lucro puro, se não queres vai a outro lado"

Claymore said...

A culpa é do ser humano, pois se não existisse, o mundo seria mais calmo e não haveria problemas.
Sendo assim, a solução é mais que óbvia... Suicídio em massa! :D

Pedro Francisco said...

...
Funcionava...
Mas seria como nukar o planeta todo pq as moscas nos estavam a enervar :p

Pedro Francisco said...

Eu sugiro fundar o
PACAFaJuRE, Partido Anti-Corrupção e a Favor de uma Justiça Rápida e Eficaz, e aplicarmos o príncipio K.I.S.S. a tudo! :p

ArabianShark said...

O princípio K.I.S.S. a que te referes é o Knights In Service of Satan ou Keep It Simple, Stupid?

E, já agora, o que é o zeitgeist? Algum fantasma intertemporal?

Pedro Francisco said...

Zeitgeist

E referia-me ao Keep It Simple ... xD
Quanto ao outro significado da sigla, desconhecia até :p

Peres said...

Pedro disse:
"todos os bancos terem 100% do valor dos depósitos nos seus balcões"

E como é que eles devolviam juros? Ou pagavam aos empregados do simples balcão?

Um dos primeiros bancos a falir foi um banco teutónico que sediou em espanha, com uma grande história, mas que cometeu o erro de emprestar grandes quantias ao governo de espanha. Quando espanha abriu banca rota, não pagando nenhuma das suas dívidas, o banco faliu, pois viu-se de repente sem muito $$$, e sem a "renda" mensal do governo espanhol. Faliu o banco, que nunca mais ninguem ouviu falar dele, mas o governo espanhol continuou (btw, espanha faliu no total 12 vezes, desde 1500 até aos dias de hoje, record europeu.

O principio bancário é bem facil de compreender. Toda a gente lhes dá o seu dinheiro (depósito). Depois, o banco empresta todo o teu dinheiro a estranhos, estranhos esses que pagam juros mensalmente. Estes juros mensais, chegam para cobrir os teus movimentozecos de levantar guito para ir ao cinema, e sobra (bastante) para os investimentos maus do banco serem cobertos, salarios, prémios, sucursais, etc etc.

Peres said...

E nao posso deixar passar
http://www.cartoonistgroup.com/store/add.php?iid=28511

Pedro Francisco said...

LOL @ cartoon :p o prob é q s os EUA se fodem a Europa tb se fode....

ArabianShark said...

Já agora, explica-me uma coisa: Se um governo (assim tipo Espanha) vai à falência, o que é que acontece? Geralmente, dir-se-ia que "fecha", mas o que é que passava a ser dos espanhóis (viravam todos apátrias) e do território espanhol (up for grabs)?

Peres said...

Longe longe disso. Todas as dividas do estado sao "anuladas" ou "adiadas". Num estado em que as dividas cobrem 90+% daquilo que se gera num ano, é uma grande lufada de ar fresco. Os espanhois continuam espanhois, e o país continua soberano.

Mas dizes tu, isso é fantástico! Sim, talvez, numa economia do século XVI sim. Hoje em dia seria o colapso de um país civilizado. Os bancos de espanha iriam muitos falir, corrida aos bancos por parte das pessoas, bancos de fora a nao emprestar dinheiro, crise de credibilidade, etc etc.

Para teres mais detalhes, procura por Filipe II de espanha (o I de Portugal) que faliu o País uma ou duas vezes.

Pedro Francisco said...

Podes ver o artigo na Wikipédia sobre a falência da Argentina em 1999

Sintra said...

Hoje em dia é assustador pq o nosso nível de vida está completamente inflacionado.
Mas basta olharem para a Grécia.
ADEUS BANCOS
ADEUS INTERNET
ADEUS GUITO
ADEUS EUROPA

Daqui a uns tempos, se n cederem às vontades da Alemanha, voltam a viver como os nossos avós há uns 50 anos atrás.

Pedro Francisco said...

Mais giro é se pensares que nas áreas económicas que Portugal devia investir ou não investe (pescas) ou está proibido de produzir muito (leite, agricultura...) pela UE.

Porque é que o Estado não cria uma frota pesqueira decente em vez de estar à espera que sejam os privados a fazê-lo? Eles já tiveram tempo, falharam, estão mesmo a pedi-las.

Mania de querer soluções só de esquerda ou só de direita.

Pedro Francisco said...

Ainda relativamente ao artigo da Argentina, de notar no final do artigo a dizerem de forma discreta que o IMF é um filho da puta aos serviços dos lobbies de crédito privado.

Sim, a IMF não é uma caridade. Mas pelos vistos andou a manipular coisas.

Provavelmente como deve andar muita gente a manipular coisas da Grécia, Portugal e Espanha para parecer que estamos pior do que estamos -- não que estejamos bem, mas de repente foi tudo a berrar em pânico acerca de países que antes estava tudo razoável.

Sintra said...

Pq nunca estivemos razoáveis. Íamo-nos safando c o guito da UE (basicamente, Alemanha a levar a Europa às costas; eles bem que tentaram conquistar isto tudo umas qts vezes né? Agora aguentem aí =D), mas isso vai acabar daqui a uns 2 ou 3 anos, e é fácil fazer contas: se Portugal gasta mais do que ganha, vai falir e viramos Grécia.

Os alemães já querem voltar ao marco, qq dia abandonam isto da UE. Avistam-se tempos complicados.

ArabianShark said...

Desculpem lá estar sempre a fazer perguntas impertinentes, é no que dá ser noob, mas, quando uma pessoa (entenda-se, um particular) declara bancarrota, passa-se o mesmo? É que, por esse racional, amanhã estoiro €50 000.00 (por hipótese) em bonbons (por hipótese) e declaro bancarrota. Como as minhas dívidas ficam "anuladas" (great success!) ou "adiadas" (can I haz indefinidamente?)lá volto eu a ter dinheiro para bonbons (ou rebuçados, desta vez)?

Pensando melhor, vamos antes pelos ovos moles.

Peres said...

Contigo é diferente. Primeiro veem se tens casa/carro/terrenos em teu nome, e se sim, ficam com eles, vendem ao desbarato em leilao, e usam o montante para pagar a tua divida.

De seguida é ir onde moras e levar, bem, tudo. Desde televisao, pc, mesa, cadeiras, etc etc etc, tudo, e vendem novamente em leilao. De seguida, és "flagged" no banco de portugal como devedor, e nenhum banco irá fazer negócio contigo enquanto não tiveres a tua situação regularizada.

*thumbs up*

Sintra said...

Resumindo, n faças isso!