2009-10-23

Porque este blog sabe citar:«Abomino a arrogância pomposa e pedante de Saramago que se julga um iluminado que vem revelar aos patetas a essência(...)»

...Abomino a arrogância pomposa e pedante de Saramago que se julga um iluminado que vem revelar aos patetas a essência das coisas.
Abomino (e temo) infinitamente mais os que pretendem que não deve ser reconhecido ao escritor de Lanzarote o direito de escrever os disparates que lhe aprouver e pretendem censurá-lo, reprimi-lo e, até, retirar-lhe a cidadania, por causa de umas atoardas gratuitas que regurgitou sobre a Bíblia.
O único verdadeiro disparate intolerável em matéria de liberdade de expressão é permitir que alguém se arrogue a qualidade portador de uma verdade absoluta que lhe confira o direito de, em nome dela, silenciar os outros.
...continua
in Sejamos claros...

23 comments:

Halloween said...

Assino por baixo em tudo q o Saramago disse relativamente à bíblia... e acrescento: "about damn time".

Sintra said...

Não faço a mínima ideia do que ele disse.
Mas parece-me que o objectivo deste post é salientar a necessidade de liberdade de expressão.

Claymore said...

O Saramago só demonstrou uma grande dose de velhice coitadinho....

Já agora, vou também criticar tudo o que me aparecer À frente só porque posso e porque acho que devo...

Btw adorei quando ele disse que "Deus não lhe preocupava pk não existia" e depois acabou por dizer "que Deus não era uma pessoa de se confiar"...

Fantástico, ora diz uma coisa, ora diz outra...

O homem tá a ficar senil... é o que dá viver num sitio como ele vive...

Claymore said...

Ah e outra coisa, Liberdade de expressão, não significa dizeres o que te bem apetece... a isso chama-se libertinagem e é precisamente quando as liberdades dos outros são postas em causa pelas nossas acções...

(isto é ensinado aos meninos na escola primária...)

Sintra said...

O Clay tem razão. A nossa liberdade termina onde começa a liberdade de outro...

Pedro Francisco said...

O meu post salienta o direito à liberdade de expressão.

Mesmo da maior estupidez. Porque só assim tenho direito de ter a minha liberdade de expressão da mesma forma.

Seja um gajo a dizer mal de Deus, seja um gajo do PNR a dizer baboseiras. Mas reservo-me ao direito de criticar. E porque dei a liberdade ao outro de falar, tenho o direito de criticar.

Volto a citar o mesmo post: «Todas as sociedades pujantes (da Grécia clássica, à América moderna, passando pela Holanda pós-renascentista) foram sociedades onde se consentiu que se dissessem milhões de disparates, para que desses milhões saísse uma ideia aproveitável. Ao invés, todas as sociedades decadentes (como o Portugal e a Espanha da Inquisição) foram sociedades onde, em nome de uma verdade, de uma moral, de uma linha correcta de pensamento, se sufocou o direito fundamental e inalienável de disparatar, sufocando necessariamente, do mesmo passo, o direito de criar, de ser genial e de colocar o génio ao serviço da humanidade.»

Halloween said...

"O Clay tem razão. A nossa liberdade termina onde começa a liberdade de outro..."

Precisamente. É aí que as religiões falham.

Sintra said...

As religiões não.
As igrejas ou instituições que representam essas religiões sim.

Halloween said...

Religiões também!
Ainda sobre a bíblia:

"A bíblia é o único livro que levou os seus críticos à fogueira" - Bruno Nogueira

'nough said

Claymore said...

Fantástico...
Citaste alguém que não tem 2 dedos de respeito por seja quem for... ou pior, finge ter...

Sintra said...

O problema é que tu não destingues a bíblia da religião católica.
A religião católica baseia-se no exemplo de Jesus e nos 10 mandamentos.
A bíblia foi escrita por seguidores, com as suas claras falhas.
A igreja foi formada por discíplos, tendo-se degenerado, e muito, ao longo dos anos.

Não me vais dizer que há alguma coisa de errado com o que Jesus mostrou ser, fazer e aconselhar, ou que os 10 mandamentos tão errados...

Pedro Francisco said...

Bruno Nogueira? "O" Bruno Nogueira?

Zeca said...

Sim ... o Bruno Nogueira na TSF no Tubo de Ensaio ... :p

Halloween said...

É muito simples: como posso respeitar a doutrina de quem durante 2 mil anos causou e AINDA causa tantos problemas no mundo?

Acreditem no que quiserem, desde que não lixem os outros à conta disso... as crenças nos amigos imaginários são das piores coisas que já aconteceu à Humanidade

Pedro Francisco said...

Mas vocês concordam com a liberdade de expressão para todos ou não pá?

Sintra said...

Não sei Goucha. A liberdade de expressão é uma coisa bonita, mas imaginando que alguém passasse a vida a atacar-me com insultos, etc, penso que me fartaria e considerasse a censura como algo de bastante aceitável.

Knight, continuas a confundir a doutrina com a igreja.

Claymore said...

Esquece Sintra, é dificil o João entender que não é a Religião em si que causa os problemas, mas sim as pessoas...

Todas as guerras que foram geradas e lutadas supostamente "Em nome de Deus", não foram mais do que guerras em nome da Luxuria, do Poder e do Dinheiro...

Poder corrompe... lembrem-se disso.

Queres um exemplo actual João? Simples, Iraque... Achas que foi em nome da Liberdade, da Religião ou do Petróleo ??? Eu pelo menos acho que foi simplesmente ganância, mais nada...

Não me venhas dizer agora que a culpa de uma pessoa esfaquear outra, é do gajo que fabricou a faca...
Nunca um padre me disse "Vai e mata o infiel..." e acredita, vou à missa todos os fins de semana e com muito gosto, tenho uma cruz de Cristo ao peito e com honra...

Agora se me vens dizer que isso representa a inquisição... é porque nem fazes a mínima ideia do que estás a falar e aí, nem tens o direito a falar sequer...


As pessoas é que se matam umas às outras... não metas aqui a religião pelo meio..



Quanto a ti Goucha, sim sou a favor da Liberdade de Expressão, mas não sou a favor da Libertinagem... Dizeres o que queres e o que te apetece é tudo menos liberdade.... é simplesmente estupidez... pura e crua estupidez.
Quem quiser dizer algo, pense primeiro, fale depois...
Guerras já foram travadas, porque alguém disse o que não devia... As palavras são muito poderosas e efectivamente, a caneta é muito mais poderosa que a espada...

Halloween said...

Clay, um exemplo actual: os esforços do Papa em África para dissuadir o uso do preservativo num continente cheio de SIDA porque o sexo é só para fins reproductivos.

GG papa, GG.

Halloween said...

Edit: também é difícil perceberes isso?

Sintra said...

Exacto, o papa está errado. Ele não é mais que um representante da religião, como tantos (e bem piores do que este papa) o foram. Mas é só isso. Representa. E como humano terá falhas.
A doutrina por sua vez não tem nada de mal.

Sintra said...

Em lugar algum encontras Jesus ou Deus a falar sobre contraceptivos.
A verdade é, que se o africanos fizessem menos sexo, ou se o fizessem somente com a mulher, o problema da sida seria muito menor. Mas face à realidade, e visto que o homem tá cheio de falhas, a melhor solução é mesmo que usem o preservativo. Mas a solução mais correcta (ou moralmente correcta) seria a que o papa propôs.

Claymore said...

OMG.... Não há duvida que só lês os títulos dos jornais...

2º... A posição da Igreja neste momento e já desde à uns anos atrás é A FAVOR do preservativo!!!

3º - Em Africa distribuírem ou não preservativos não vai a lado nenhum porque aquilo é uma mistura de tal ordem de tribos, culturas e tabus, que só mesmo a abstinência é que dá em algo! Afinal de contas, já andam a distribuir contraceptivos faz mais de 3 décadas e até agora os resultados foram pouco visíveis...
Essa era a posição que a igreja queria passar!
Claro que ninguém queria saber e como o típico Saloio e Zé Povinho só vê o TVI Jornal... dá nisto...

Mas enfim... a tua posição foi recebida e anotada. Eu ao menos respeito os pontos de vista de todas as religiões e ateus, tu pelos vistos não...

Desculpa João se não temos a mesma forma de ver as coisas, não te crítico por isso, mas é pena que não aceites que as outras pessoas têm o direito de pode ser diferentes de ti.

Isto resume-se tudo a pontos de vista, a ideais e a pensamentos. Mesmo que as religiões desaparecessem, o mundo ia continuar na merda.

A Guerra fria provou isso... Nunca antes o mundo esteve tão perto à beira da destruição... e a religião nem estava lá metida, era simplesmente Capitalismo vs Comunismo...

Mais uma vez, não passaram de ideais e de pessoas a puxarem a "brasa à sua sardinha" e quando nenhum dos lados quer ceder, acaba tudo por dar merda... guerras e mortes, e depois os lideres maravilhosos, vêm com palavras como Liberdade e Amor, mas no entanto traçam planos para a próxima maneira de controlarem e adquirirem mais poder...

Termino aqui, pois já não há mais nada a dizer...

Halloween said...

O'rly?

http://www.thebody.com/content/art9091.html -> 2005
http://news.bbc.co.uk/2/hi/7014335.stm -> 2007
http://news.bbc.co.uk/2/hi/7947460.stm -> 2009
http://www.msnbc.msn.com/id/29752253/ --> 2009

Isto encontrei em 2m, se quiseres mais é fácil... e eu leio as notícias todas! A solução destes gajos é abstinência (pfft lol, que realistas), daí condenarem o uso de preservativos.

Respeito o teu ponto de vista, não quer dizer que concorde com ele... como obviamente não é o caso.